Transtornos mentais e a espiritualidade – Parte 1

Conforme entrevista, via Internet, com o médico Dr. Ricardo Di Bernardi, membro do Instituto de Cultura Espírita de Santa Catarina, ao site:http://www.mundoespiritual.com.br/doencas.mentais.htm , conseguimos tirar tópicos muito importantes para abordar um tema quase não citado. Falaremos um pouco de transtornos mentais e a espiritualidade.

 O que são, e quais são as transtornos e deficiências mentais?

RDB – são significativas dificuldades de desenvolver raciocínios, organizar ideias, manifestar sentimentos ou a aparente impossibilidade de expressar sentimentos e raciocínios.

“Doenças mentais caracterizam-se por um grande numero de perturbações: seja da consciência, do humor, gerias na forma e processo do pensamento, da memória, fala, percepção, inteligencia, entre outras”. [trecho retirado do livro Transtornos Mentais – Suely Schubert]

Qual a origem destes transtornos sob a ótica espírita?

RDB – […] poderia dizer que surgem quando um indivíduo sente-se agredido por um fator externo o qual bloqueia seu raciocínio ou sua sensibilidade psíquica. É muito comum que um fato tenha ocorrido muitos anos atrás, na infância por exemplo, e um fato novo, muitas vezes simples e sem gravidade, seja associado, até inconscientemente, com fatos anteriores trazendo à tona questões antigas.

Segundo dra Anete Guimarães traumas relacionados as primeiras fases da infância podem desencadear inúmeros transtornos mentais em vários graus de gravidade conforme matéria publicada na data de 10/01/2015 pela nossa página onde fala da palestra da dra. – Mecanismos da Reencarnação e Transtornos Mentais.  Confirmando assim o embasamento do dr. Ricardo.

Indo a um aprofundamento maior, sabemos que cada caso é muito peculiar, mas podemos citar algumas situações que deixam claro que muitos destes problemas discorrem de um agressor invisível (obsessor) influenciando a família a agir de determinada forma, justo no período de formação cerebral infantil. Também temos casos confirmados de resgates cármicos, onde o espírito escolhe vir assim para saldar dívidas passadas, ensinar a família, e até mesmos reencarnações compulsórias de seres que até então estavam na erraticidade e para que não houvesse uma deformação maior de seu corpo astral já debilitado, ele vem para a Terra e junto ao seu DNA espiritual descarrega na matéria as perturbações que sofreu até então, vindo saldar e limpar o perispírito, transformando o Karma em Dharma. 

RDB – Na visão espírita, o corpo espiritual, (corpo astral, psicossoma, períspirito…) traz, de outras encarnações, alterações energéticas ou desequilíbrios que vibram em uma determinada frequência e, por isto, sintonizam, favorecem, ou atraem estas situações de distúrbios mentais. Há, também, situações decorrentes da atual existência, assim:  O espírito quando produz, constantemente, pensamentos ou expressa sentimentos de baixo nível ou seja, doentios, estes são veiculados pelo períspirito e manifestam-se   no corpo gerando graves problemas e alterações no corpo físico modificando a expressão de ideias, pensamentos e sentimentos.

Existe alguma deficiência mental e/ou física que não tenha causas espirituais? Toda deficiência física e mental é decorrente da ação do espírito?

RDB -Somos espíritos encarnados, tudo que ocorre no corpo biológico decorre de fragilidades e tendências (que podem ser amenizadas, tratadas ou evitadas) do nosso corpo espiritual as quais, por sua vez, refletem as tendências e fragilidades da essência espiritual. Até mesmo acidentes ocorrem devido a predisposições espirituais do indivíduo.  Predisposições não são fatos ou situações que são determinadas, repito, são tendências a serem evitadas ou tratadas. Lembro que podem ser, também, predisposições ou atitudes do espírito tomadas na vida atual.

Em uma palestra da dra Anete Guimarães ela fala sobre a misericórdia divina e creio que esta explicação que ela deu vem a calhar a pergunta. Deus é justo e misericordioso, então partindo do princípio que tudo que sofremos não seja nem um terço do que deveríamos realmente passar devido nosso pretérito, Ele permite que as leis universais amenizem nossas condições e assim evoluamos, ou seja, a partir do momento que tenho consciência e em vez de julgar e penalizar sou piedoso e caridoso com o próximo, vou automaticamente desviando certos empecilhos de meu caminho pré-destinados. Com livre-arbítrio podemos modificar todo uma vida para o bem ou não, melhorando ou piorando a situação, afastando ou atraindo problemas.

E sabemos também que as doenças seja de qualquer patologia, advém das desorganizações emocionais da alma, assim o espírito desequilibrado vibra e imprime no corpo físico as enfermidades, contudo concluímos que sim, todas as doenças são de fundo espiritual.

As deficiências e/ou transtornos mentais manifestam-se em estágios? Podem aparecer em fases da vida, de um momento para o outro? 

RDB– Há uma autoprogramação nos nossos “computadores” perispirituais no sentido de que o indivíduo expresse uma tendência ou dificuldade na época mais adequada para a eliminação do corpo espiritual dessa deficiência. Tudo que fizemos em vidas anteriores está nos nossos arquivos. Somos constituídos de trilhões de núcleos de energia. Tudo que somos, inclusive as questões que ainda não superamos constituem-se em registros ou núcleos de energia. Tais núcleos pulsam, irradiam vibrações que partem da profundidade do nosso espírito e atingem nosso corpo. Como continuamos pensando e emitindo sentimentos, estamos refazendo nosso destino e portanto com pensamentos de amor e harmonia neutralizando alguns núcleos, higienizando outros ou mantendo-os e até estimulando novos registros. Problemas eclodem em certas épocas da vida dependendo das tendências anteriores, e das atitudes atuais. Há também registros que se exteriorizam na faixa etária correspondente a mesma idade que ocorreram no passado. É a nova oportunidade de refazermos o que fizemos de forma equivocada.

Os processos obsessivos prolongados podem resultar em danos mentais permanentes?

RDB- Sim, podem. Lembremos, no entanto, que esta história tem antecedentes. Ninguém está sendo obsediado sem uma longa história anterior que precisa ser detalhada, conhecida, analisada com amor e sabedoria,

A  partir do momento que alguém é vitima de obsessão, sabemos que há de fato um histórico, seja desta vida, de outra ou até de perseguições astrais. O fato é que uma grande legião de espíritos trevosos estão atuando sobre a população terráquea e que muitos problemas neuronais e até motores chegam a se confundir na matéria para tirar o foco deles (obsessores), mas os estudos intrínsecos no espiritualismo mais abrangente, já chegou a conclusão de que há muito mais que um dedo dos obsessores do que se imagina. Casos graves como Alzheimer, esquizofrenias em vários graus, mal de Parkinson, esclerose, TOC, anorexia, bulimia, depressão, transtornos de ansiedade e emocionais são todos ligados a seres que influenciam a muito tempo suas vítimas e que sua carga fluídica negativa pesa sobre a matéria, modificando as células e causando a alteração genética em alguns casos, provocando assim os mais torpes e complexos problemas degenerativos conhecidos pela humanidade. Exemplo de estudos: Doutrina em livros de Robson Pinheiro.

Explique a síndrome de Down.

RBD – são espíritos que estão, por amor, tendo uma oportunidade de drenarem algumas deficiências perispirituais para o novo corpo físico. Estão se libertando de deficiências no corpo espiritual através desta drenagem. Cada caso é um caso específico. Seus pais ou afins que convivem, tem um histórico que os une e uma oportunidade de crescimento. Nunca devemos pensar em castigo nem punição esta é uma ideia distorcida e de influência judaico-cristã medieval. Exemplificando na síndrome de Down (= Mongolismo) como o fenômeno ocorre: Um espírito possui lesões no corpo astral, ao sintonizar   as suas vibrações com a pirosfera materna, e com o chacra genésico materno, o seu magnetismo perispiritual determina, automaticamente, que a ovulação se faça de forma patológica. O óvulo ao ser formado ao invés de conter 1 cromossomo de cada par, (número haploide) levará um dos pares colados, (o par número 21 irá em número diploide) não se separam na meiose ou seja no processo em que o óvulo divide cada par em sua metade (daí meio = meiose) seus cromossomos. Antes de ser fecundado, este óvulo é envolvido pelas vibrações do espírito reencarnante refletindo o distúrbio perispiritual. As vibrações do óvulo, que correspondem as vibrações do espírito, atrairá o espermatozoide cujos genes estão na frequência vibratória do merecimento ou necessidades evolutivas do espírito. Assim se oportuniza sejam drenadas os desequilíbrios energéticos para o corpo físico, visando libertar o corpo astral de campos energéticos ainda não harmonizados.

Cabe aqui também a visão dos pais que por motivos pessoais e egoísticos, abandonam os bebês com síndrome de down em orfanatos ou doam a outras famílias, estes perderam uma oportunidade de crescimentos junto a estas crianças “especiais” literalmente falando, geram para sua historia um novo carma a ser trabalhado.

Também trabalha-se com casos onde o espírito reencarnante com esta síndrome, ao ser abandonado teve como escolha o seu desenvolver independente – porém são casos raros e isolados – porém existentes.

Os filhos de mães dependentes químicos podem ser afetados em sua gênese fisio-psíquica e apresentarem deficiência mental ao nascer? 

RDB – Sim. Ambos estariam entrelaçados por provas e expiações comuns.

O fato da mãe ser usuária de algum entorpecente causará danos ao bebê, isto é fato, o que não se explana quase sempre sobre uma outra perspectiva:

Por que a mãe não consegue deixar o vício durante a gestação sabendo que isto influenciará a nova vida?

Todo viciado seja ele de drogas leves ou pesadas, de consumo de álcool e até mesmo vícios alimentares, possuem consigo um obsessor intrigador, o obsessor de troca – simbiose, parasitose e vampirismo – estes fazem com que aquela nova oportunidade da mãe se desvincilhar seja eliminada ou parcialmente degenerada, causando transtornos mentais e até vício no bebê. Outra causa da ação destes nefastos é o encarne: ou de um ser mais elevado onde querem “travar” a vinda, ou de um ser de  convívio deles, um espírito que possui inimigos ou escravizado na erraticidade que teve reencarnação compulsória, os motivos são variados e dependem de cada caso.

Qual a situação do deficiente mental durante o sono físico? Seu espírito emancipa-se do corpo físico? Ele tem percepção de sua situação atual? Ele goza de lucidez? Mantém a deficiência mental ou liberta-se dela?

RDB – É variável. Às vezes é importante que ele fique preso ao corpo biológico para sua proteção dos obsessores, ás vezes se emancipa e retorna a consciência de seus conhecimentos, pois sua passagem aqui é para fins de experiência que solicitou. Às vezes é um espírito violento e, igualmente aos não-deficientes que são violentos, ao se libertar do corpo buscam companhias espirituais trevosas. Vejam, depende de cada caso. Não é possível generalizar.

imagens retiradas das seguintes fontes:

http://iconoclastia.org/wp-content/uploads/2013/07/Electric_Pencil_RoseGirl199_Lo.jpg

http://rlv.zcache.com.br/familia_de_gato_desenho_feito_pelo_autismo_do_si_cartao-r85e730ac74de4aac8145164d9581159d_xvuat_8byvr_512.jpg

https://cendee.files.wordpress.com/2015/01/155a4-autismo5b15d.gif

http://josanemary.files.wordpress.com/2011/05/leap-years-por-emily-l-williams.jpg?w=640

http://blog.souartista.pro/wp-content/uploads/2013/11/stephen-wiltshire-desenhando.jpg

http://cienciahoje.uol.com.br/galeria/a-arte-dos-portadores-de-autismo/david%20barth.bmp

http://www.planetacurioso.com/wp-content/uploads/2013/06/pintura_ni%C3%B1a_autista2.jpg

http://coolmompicks.com/wp-content/uploads/2014/01/downs-designs-featured.jpg

fontes:

http://www.mundoespiritual.com.br/doencas.mentais.htm

https://www.youtube.com/watch?v=v0HkYJA4_yw

livro: Transtornos Mentais – Suely Schubert – Editora InterVidas

interação dos textos: C.L.V.

Anúncios

Uma opinião sobre “Transtornos mentais e a espiritualidade – Parte 1”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s