Descobrindo os Estados de Consciência

Após a descobertas dos corpos, avançamos a um segundo estágio, entender como e porque temos devida ações, formas de pensar, de onde vem as ideias, como criamos karmas e como avançamos na EVOLUÇÃO.

Primeiro passo é compreender  como funciona os tempos, tempo para seres encarnados e desencarnados:

TEMPORAL: tempo que vivemos como humanos encarnados, tempo controlado pelo relógio, pela noite e pelo dia, a prisão que muitos enlouquecem e se perdem nas ilusões de uma vida a qual nem sempre se valoriza e de extrema importância para saber como agir e cumprir suas missões na carne. Pois é este tempo que determina quando começa e quando acaba o karma e o dharma.

Quem vive no TEMPO TEMPORAL?

Seres encarnados na Terra: não se resume a humanos, também todos os animais, vegetais, minerais…

Espírito no Astral – quando ele está dentro de seu espaço ele vive no tempo que cabe a um espírito, diferentemente do tempo experimentado na Terra, assim ele vive TEMPORALMENTE em sua dimensão.

ATEMPORAL: neste estágio o tempo conhecido é relativo, não conta-se como os relógios da Terra, o tempo real que pertence ao Universo é ATEMPORAL, como a palavra mesmo deduz além das barreiras do tempo, fora do limite…

A questão atemporal funciona quando “burlamos” nosso tempo, ou seja, quando o humano vai ao astral, desdobrado durante o sono, e quando os espíritos estão presentes no tempo humano (mental ou não). Mas por quê burlar?  Não é um burlar no sentido de quebrar as regras e sim a forma carinhosa de explicar que quando em missões e naturalmente durante o sono transitamos em dimensões diferentes, vivendo realidades paralelas, para ambas as situações, os humanos, animais e os espíritos.

Estão ATEMPORAIS:

Seres em desdobramento: humanos e animais.

Espíritos na Terra (mental ou não)

Por que o fenômeno do desdobramento é tão importante?

Partindo do principio que somos centelhas divina, quando desdobramos, nosso espírito vive uma realidade paralela, onde participamos no sono, e trazemos lembranças, flashes, insides e sensações ao acordar dos sonhos.

Nesta realidade ativamos a famosa consciência dois, o inconsciente que se explora na matéria. Um exemplo disso em sonhos é quando nosso próprio corpo toma decisões e comete ações diferenciadas do que a minha consciência carnal tomaria em determinada situação, ninguém domina o sonho, a menos que seja um médium experiente e faça viagens astrais conscientes.

Assim quando meu espírito desdobra do meu corpo carnal e passa atuar atemporalmente, usufruo de toda energia e aprendizado do astral, vivendo fora do meu tempo durante todo estágio do sono. Mas também sofremos a ação deste tempo atemporal, quando vamos a regiões energéticas de vibração inferior ao de costume e voltamos cansados após horas a fio de sono profundo.

Também neste estágio temos acesso aos nossos mentores e protetores que nos instruem com novas idéias e não nos deixam “desviar” das nossas missões.  Mas se você ao desdobrar passar por muitos períodos se deslocar a regiões umbralinas* constantes, sofrerá uma outra ação do tempo atemporal que trará danos como perda excessiva energética e ligações com seres viventes destas regiões, deslocando-os atemporalmente a sua dimensão, tornando-os por afinidade, resgates, karma, aprendizado seus obsessores.

* Salvo quando o médium desdobrado vai em missões protegidos  por seus tutores astrais.

Anúncios

Uma opinião sobre “Descobrindo os Estados de Consciência”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s