Atributos de Energia

*Todos os sites e fontes de pesquisa serão declarados um a um ao final de nosso material no ultimo capítulo.

Trechos do livro Energia

 Podemos listar alguns atributos básicos da energia. Ela é primária, pois existe desde o mais remoto instante da criação, é imanente, uma vez que está presente em tudo; é cósmica, isto é, permeia toda a extensão física e vibratória do universo. Além disso, sua presença é impessoal, uma vez que independe dos seres ao seu redor, apesar de lhe estar sujeita à manipulação e transformação. Aos seres vivos é dado dominá-la em sua particularidade – por exemplo, quando se aplica um passe magnético, utiliza-se a bioenergia, já particularizada pela natureza no homem, com maior ou menor eficácia. Contudo, a energia é incontrolada em sua potencialidade, pois conhecemos pouco a cerca de suas modulações e a exploramos com bastante limitação.

Quanto aos sinônimos, também é denominada campo, campo eletrostático ou eflúvio[1]. Tal qual a entendemos neste ensaio, é chamada energia astral ou biorradiante, fluído cósmico universal, enteléquia[2] e força dinâmica[3] ou força biodinâmica[4], entre outros nomes.

[1] Campo eletrostático ou eflúvio é todo campo elétrico que não possui cargas líquida em movimento. Com cargas em movimento o campo passa a ser eletrodinâmico.
[2] ARISTÓTELES forjou este vocábulo apoiando-se na expressão “o facto de possuir perfeição”. Enquanto tal, o termo ‘enteléquia’ significa a atualidade ou perfeição resultante de uma atualização. A enteléquia então é o ato enquanto realizado. 
[3] Força dinâmica é aquela que o corpo tem em movimento.
[4] Do grego bio (vida), e dunamis (força); em português corrente, a biodinâmica andará pela “força da vida” e, numa visita ao dicionário de Língua Portuguesa, encontramos “teoria das forças vitais”. Numa perspectiva lata, a biodinâmica é muito mais uma maneira de estar e sentir a vida como parte integrante de um ecossistema com extensão cósmica, do que propriamente uma ciência aplicada.

Estudar energias, bioenergias e suas diversas manifestações é como adentrar o templo da ciência sem a pretensão de ser cientista, no sentido acadêmico do termo, mas estudioso, um desbravador de um mundo novo, que não se esquece jamais de que ele próprio é um aprendiz, constituído de energia, e assim o será para sempre, no corpo ou fora dele. Condensada ou irradiando-se, a consciência é o foco energético por excelência, que o pesquisador manipulará, usará e expandirá, à medida que aplicar seu conhecimento de modo a beneficiar a humanidade com o resultado de suas observações e experimentos.

Vemos o quanto o homem é desejoso de entender e controlar o fator energético ou as energias do cosmos. As primeiras tentativas de experimentos já na época das cavernas, quando o elemento humano ensaiou o domínio sobre a energia radiante do fogo. No entanto, ainda desafia o homem do século XXI usufruir dela com sabedoria, de maneira prática sem perder de vista a simplicidade com que se constata sua presença e verificam-se suas diversas manifestações.

Pesquisadores adotaram o modelo cientifico, que determinaram pelas suas observações quatro tipos básico de manifestação da energia ou das interações energéticas.

1 – Gravitacional: sentida ou percebida na força da gravidade, ou seja, quanto maior a massa mais intensamente atraíram para si a matéria em derredor. Porém também age onde há ausência de matéria. Há aglomerados de energia, em formas de coágulos –  isto explica os buracos negros – que possuem campos gravitacionais tão intensos que nem sequer a luz e a radiação eletromagnética escapam de sua poderosa força atrativa. Lei de atração

2 – Fracas: sua existência admitida e constatada ao se analisarem os níveis subatômicos, no âmbito das partículas elementares com propriedades radioativas.

3 – Eletromagnética: Dão origem a maior parte dos estudos da física atual.

4 – Fortes: Responsáveis pela união dos núcleos das partículas elementares no mundo microscópico.  Aqui entra a interação mente-energia-matéria.

Diante de tantas pesquisas e tentativas de dominar a energia e suas manifestações, uma coisa é certa: a energia em si não pode ser criada, nem destruída por nenhum método conhecido entre os humanos mortais.

A energia por fim fica comprovada que pode ser transferida, modulada, transformada, transmitida ou captada e direcionada conforme a vontade, os recursos e habilidade de quem a manipula.

Em todo caso, quaisquer que sejam as técnicas empregadas com finalidade terapêutica, pode-se concluir que todas convergem par o mesmo fim, isto é, apresentam metodologias distintas, mas visam o mesmo objetivo: o auxílio a humanidade.

Anúncios

Uma opinião sobre “Atributos de Energia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s