Paralisia do Sono

Li uma matéria na página Mistérios do Mundo que há muito tempo me é familiar, resolvi acrescentar um pontos sobre a visão espiritualista do assunto: Paralisia do Sono.

Pessoas que sofrem deste transtorno contam suas experiencias aterrorizantes sobre o assunto, uns  não conseguem enxergar nada, e sofrem pelas sensações. Outros pode ver apesar dos olhos estarem fechados, mas ambas as situações o sofrimento é comum,  são espíritos de pessoas conhecidas, assombrações e aberrações astrais obsessoras, inimigos do passado, etc. Junto a sua presença trazem sensações ao corpo astral da pessoa que está adormecida, tais como sufocamento, prisão, torturas psicológicas e físicas, sensações de medo e pânico (unanime), avisos premonitórios, dores, etc.

Não bastando o tormento enquanto o corpo não desperta, muitas sensações permanecem junto a vítima por minutos, horas ou dias. Podendo causar desequilíbrios de sono, insônia, medo e desconforto em relação a noite e a chegada da hora do sono, sono irregular, stress, uso excessivo de estimulantes, fadiga física, bem como certos medicamentos com uso indevido (auto medicação). Bem como trazer efeitos psicológicos negativos, onde a ajuda de um especialista será bem vinda para amenizar o trauma enquanto não o domina.

Mas o que acontece cientificamente falando?

A paralisia do sono acontece quando o cérebro e os músculos do corpo se dessincronizam durante o sono, e a pessoa acorda durante o sono REM (movimento rápido dos olhos), fase do sono em que os sonhos são mais frequentes. Nessa fase, o cérebro libera duas substâncias chamadas glicina e GABA, que deixam os músculos paralisados. Ficar consciente antes do corpo “acordar” caracteriza a aterrorizante experiência, onde as pessoas não podem se mexer, falar ou gritar. A paralisia pode durar de alguns segundos até cerca de 5 minutos.

E espiritualmente falando?

O retorno da alma ao corpo e o não acoplamento do mesmo, sendo este induzido por alguém. Este alguém normalmente é visualizado pela própria vítima, seu algoz normalmente é dissimulado e não faz rodeios em se mostrar para intentar contra, o objetivo sempre é o mesmo, gerar medo e pânico, como cobrança de coisas passadas, na maior parte das vezes não lembrada pelo cérebro humano, que não vivenciou mas está registrando os reflexos momentâneos como um sonho. O famoso desdobramento espiritual, consciente durante o transtorno.

Estima-se que entre 5 a 60% das pessoas experimentam a paralisia do sono. Algumas pessoas tem episódios frequentes, enquanto outras só experimentam durante uma ou duas vezes na vida, enquanto outros nunca vivenciam a experiência.

A pior das torturas é quando isto se torna frequente, acontecendo duas, três vezes e em alguns casos se repetindo por anos. Já ouvi relatos de repetição, onde o medo desencadeia a repetição do sofrimento, porém gravada pelo cérebro. Quando não há alterações na cena e a própria vítima já sabe como tudo se desencadeará porém a imobilização a incomoda.

Há também a repetição, quando o algoz usa este fenômeno para torturar psicologicamente, onde pode ser um ou mais espíritos, há também relatos de transformação nas feições e corpo do obsessor. Quando buscamos relatos sobre a maioria cita como uma presença malévola no quarto e até em cima do corpo físico. Houve também relatos familiares de tortura psicológica e física, onde a imobilização do físico não permite defesa e no caso a vítima foi espancada pelo algoz acordando com hematomas e dores no corpo. Já aqueles que compreendem que isto ocorre durante um desdobramento, tem consciência de que o terceiro corpo (corpo astral) tem condições de defesa e consegue revidar as agressões aos obsessores e até coloca-los para correr. Quanto mais consciência o individuo conseguir ter durante este desdobramento, maior são as chances de resolver e findar o tormento. Uma vez que isso ocorre espiritualmente, é neste campo astral que terá que ser resolvido.

A paralisia do sono certamente fica muito menos assustadora quando você realmente sabe o que está acontecendo.

A solução, ter consciência do caso, a partir do momento que você já leu sobre, sabe como se desencadeia o problema, agora terá que se acalmar durante o transtorno e enfrentar seus monstros, se colocando no controle novamente, deixando de ser o fantoche dos obsessores. Não é fácil! Porém o caminho é um só! Busque ajuda em um centro sério para lhe auxiliar.

Segue alguns comentários da matéria do site Mistérios do Mundo e esclarecimentos:

O primeiro se trata de desdobramento consciente, o que todos fazemos durante o sono.

1

2

3

4

5

6

Fonte auxiliar: http://misteriosdomundo.org/a-aterrorizante-paralisia-do-sono/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s