Arquivo da tag: valcapelli

Aula Corpos Espirituais – 7° Corpo – Átmico – Espírito

  • Espírito Pleno
  • Transparente – invisível
  • Foge a todo o entendimento humano
  • Transcende a tudo que tem na existência Onipresente absoluto (é a capacidade de estar em todos os lugares ao mesmo tempo)
  • Constitui Essência Divina
  • Onde está guardado todos os “valores” do ser
  • É como a planta: é semeada, brota, se desenvolve, dá seus frutos, e recicla-se, sem deixar sua essência de vegetal.
  • Não tem forma, mais acredita-se que seja um ponto de luz.

No livro Além da Matéria, Gleber nos traz a seguinte descrição:

Essência divina, consciência pura; diretora de idiogênese.

O corpo átmico é a própria partícula da vida, o principio coordenador. Também chamado de eu cósmico, mônada e semente da vida. É o espírito puro. Impossível descrever sua essência divina. Imanamente, transcendente, inexplicável e indescritível – ao menos segundo padrões humanos. Apenas é.

O corpo átmico é o ser principal, criação direta do Todo-Sábio. Tanto quanto seu criador, só pode ser sentido. Parcialmente e palidamente poderá ser analisado, pois faltam bases para que possa ser associado a algo que se conheça. É parte imortal e fonte de toda vida, a causa criada e eterna, que é ao mesmo tempo ator e ato, o espectador e o produtor de grande drama evolutivo. É imortal, consciência pura.

A cada ação do espírito no palco abençoado das encarnações, os corpos vão se adelgaçando, se transubstanciando. À medida que cresce, aprende, aperfeiçoa-se, o ser despe-se dos corpos mais pesados e densos, passando a atuar em níveis e dimensões de consciência cada vez mais sutis. Um dia brilhará puro, independente dos envoltórios que utiliza em sua caminhada rumo ao infinito.

Bibliografia de todo material sobre corpos publicado:

Anúncios

Chákras Subsidiários

Os Chákras Subsidiários:

Além dos principais existem mais vinte e um Chákras secundários de distribuição. Não iremos abordá-los em detalhe, embora possa ser útil ao pesquisador conhecer sua existência. Esses centros secundários, não estão associados a qualquer glândula específica. Entre os vinte uns ganham destaques memoráveis: os da palma de cada mão, os do solado de cada pé, os de cada joelho e o humeral nas costas.

Chákras dos pés: localizado nas solas dos pés, sua finalidade é descarregar energia elétrica (estática) gerada pelo corpo físico, como também absorver a energia Kundalini que vem da terra e a energia magnética.

Nos pés há inúmeros chákras, abaixo veja alguns correlacionados aos sete principais:

Chákras das mãos: absorve as ondas radioativas, como também transmite energia, o que explica a cura pela imposição das mãos.

Chákras dos joelhos: atua como um transformador, regulando a quantidade de corrente que deve entrar no corpo.

Chákra humeral: localizado nas costas, sobre a parte superior do pulmão esquerdo. Além de exercer influência nos pulmões, é responsável pela reação mediúnica entre o plano espiritual e o físico.

O Chákra Kalparvriksha ou árvore Kalpa, é o Chákra localizado entre o Anahata e o Manipura, tem formato de lótus, e dentro do lótus está representada uma ilha de pedras preciosas que contém um altar de jóias em que um devoto pode entrar em meditação a fim de encontrar seu guru (lê-se Gú-ru). Ele é menor em relação aos sete principais, suas pétalas são de cor vermelha e possui oito pétalas.

Outros:

Localização: Baço
Função: Paz ao nível emocional
Muito Aberto: Ira excessiva, expressa, por vezes, de maneira doentia
Fechado: Contenção excessiva da ira, que pode ser libertada de forma inconsciente.

Localização: Nas clavículas, acima das axilas, e no osso pélvico (osso da bacia)
Função: Expressão de atitudes mentais para com o corpo e seu funcionamento no mundo físico
Muito Aberto: Demasiada consciência e preocupação com o corpo.
Fechado: Inconsciente da exaustão, fadiga ou dor; sem contato com o corpo físico e incapaz de lidar com os problemas dele.

Localização: Calcanhares e pulsos
Função: Passagem da energia para satisfação das necessidades próprias e libertação da agressividade
Muito Aberto: Muito exigente
Fechado: Tendência para andar mais em bicos de pés; não exprimir o EU ou não querer ser notado; uma sensação de caminhar sobre cascas de ovos; as mãos podem ter um aspecto frio e imperfeito; dificuldade em estender a mão, dar um aperto de mão ou tocar nos outros.

Localização: Malares, ligeiramente abaixo deles, e no interior do maxilar
Função: Liberta energia para compreensão ou compreensão mais profunda relativamente ao corpo
Muito Aberto: Preocupação com o corpo
Fechado: Ignorância das necessidades do corpo; muito semelhante ao chakra anterior

Localização: No esterno, entre os mamilos
Função: Vontade de viver; dá força de vontade para as atividades físicas para a sobrevivência
Muito Aberto: Falta de cuidado quando este é necessário
Fechado: Medo de viver a vida ou de pôr o coração nos atos; por vezes sem vontade de viver

Concluindo: Os chákras têm forte influência no corpo físico e são de suma importância a nossa saúde, é bom ter conhecimento sobre cada um para saber onde e como atuar.

Fontes de estudo:

Livro Manual de Reflexologia e Cromoterapia – Autor: Pauline Wills – Editora: Pensamento

Livro Os Chákras e os Campos de Energia Humanos – Autores: Shafica Karagulla, M. D. e Dora Van Gelder Kunz – Editora: Pensamento

Livro Cromoterapia a Cor e Você – Autor: Valcapelli – Editora: Roca

http://espelhosetransparencias.blogspot.com/2005/04/chakras-secundrios.html